poetizando - inspire-se

Tudo e nada por em 19/05/2013

Eu quero amar. Amar tanto e quanto me for possível.

Quero a liberdade da rua e a segurança do lar.

Quero poder ir tão longe, que fique bem pequenininha a olho nu.

Quero trilhar o meu caminho e que ele seja longo e doce.

Quero gente e não coisas. São as pessoas que valem e elas são o que me importa.

Quero vida, sonho e inspiração.

Quero imaginação, força, transformação.

Quero seguir as borboletas. Quero sentir o vento. Quero o calor do sol. É, eu definitivamente escolho os dias de sol.

E quero que todo esse meu querer, que todo esse meu desejo de vida e alegria seja tão intenso que se torne farol em meio à tempestade; luz em dias de escuridão.

Não quero tudo ou nada; quero a ponte, o caminho do meio.

Quero tudo o que me mova, me abasteça, me faça sorrir, me torne viva. E quero nada que me entristeça, desencoraje ou aborreça. Nada que me faça me perder de mim.

Quero tudo E nada.





Comentários


Google+