poetizando - inspire-se

Carta para a minha filha por em 12/05/2013

Um dia você vai crescer, se apaixonar e esse amor vai fazer a sua vida mudar. Aliás, esse amor vai fazer você mudar porque, com ele, uma nova vida vai chegar. E quando ela ainda mal puder ser notada e mal se bastar, você já vai estar ali por ela.

E aquele pontinho quase invisível aos olhos será para você maior que o mar. Aquele coraçãozinho que bate apressado será a música da sua vida e você vai se lembrar de seu som para sempre, você vai ver. E quando tudo isso parecer milagroso demais para acontecer, você vai acreditar e ter a certeza de que Deus existe. Porque não há como ser mãe sem acreditar em Deus. Sabe por quê? Pelo tamanho do milagre e pela ajuda de que você vai precisar para cuidar do seu filho. Acredite: você sempre irá desejar que ele vá - e volte - com Deus.

Seus sorrisos serão mais frequentes, seus dias serão mais leves, o doce mundo dos heróis, das fadas e princesas, do faz-de-conta vai acontecer ali, bem no meio da sua sala. A sua vida vai mudar e você não vai sequer lembrar de como ela era antes de tudo isso acontecer.

Você vai reaprender a enxergar o mundo de uma forma mais aberta e capaz de perceber beleza e magia em tudo o que existe, como só as crianças sabem fazer.

E você também vai ter que ensinar, educar, transmitir bons valores para guiar os passos de seu filho e ajudá-lo a se tornar uma pessoa de bem. E isso não é fácil. Você vai querer tê-lo sempre por perto, afinal esse mundo pode ser tão perigoso, e será mais fácil proibi-lo de partir. Mas, aí é que está o lance: não vai ser fácil proibir e fazê-lo ficar sabendo que ele deseja ir. Deixá-lo triste também vai entristecer você. Então, às vezes, você vai preferir deixá-lo seguir em frente sozinho para encontrar o seu caminho e ser feliz. Por mais que isso seja difícil para você. E com o tempo você vai aprender que por mais longe que ele vá, ele sempre retorna para você.Porque você faz parte dele, assim como ele faz parte de você.

Você vai ter que dizer não, que brigar e proibir. E também vai ter que dizer sim, aceitar e permitir. E vai ter que conversar e explicar. E, com certeza, vai ter que aprender a ouvir e a entender.

Seus beijos e seu colinho vão se tornar mágicos e especiais: é com eles que seu filho contará nos momentos difíceis; seja para amenizar a dor de um machucado ou de um coração partido. E seu abraço sempre parecerá afastar qualquer possibilidade ruim, porque o seu filho sabe que você está nesse mundo por ele e que ele sempre poderá contar com você.

E, se ainda não sabe, você vai aprender a rezar. Ah, vai! Ver seu filho doente vai te fazer temer por tudo e rezar para que não seja nada e passe logo. Esperá-lo por 10 minutos na saída da boate, vai parecer levar mais tempo que os 9 meses que você esperou para pegá-lo no colo pela primeira vez. Imaginar o mundo sem ele será inimaginável para você. Porque o mundo sem ele seria também o mundo sem você, porque ele vai ser grande parte de quem você é.Você vai ter medo e também vai ter coragem. Você vai lutar por ele. Sempre.

E você vai ser feliz e se sentir orgulhosa e abençoada a cada dia pelo que presente que recebeu. Exatamente como eu me sinto por ter você e os seus irmãos, que são tão diferentes e amados de maneira tão igual. Você vai ter a consciência do dom que recebeu e querer ser sempre uma pessoa melhor para agradecer. E aí, ao viver tudo isso, você vai entender a felicidade que é ser MÃE.

À minha mãe, à minha madrinha-mãe e a todas as mães (que são ou que serão), um feliz dia das mães ao lado dos seus filhos, que são, sem sombra de dúvida, o nosso maior presente.





Comentários


Google+